O brincar e o silêncio

espaco-quintal-criancaO brincar aparece como crucial no desenvolvimento da criança, mas após a leitura de uma entrevista elucidativa de Renata Meirelles, eu entendi que como já vinha falando, a possibilidade de brincar é a possibilidade da criança de se conectar com a sua intuição inata. Com o seu mundo interno e o principal, com que ela é. Quem é esse ser que ocupa nesse momento esse corpo? O que é esse mundo? Corpo?

Por isso, que algo muito importante nesse brincar não é exatamente ter muitas opções de brinquedos feitos ou programas externos e, sim, a opção de não se fazer “nada” com a terra no jardim, de se estar em silencio em meio a grande natureza que é o Planeta Terra, independente desse espaço ter barulhos de cidade. É o encontro dessa consciência com a sua existência em corpo.

Por isso que o convite de retornar a nossa criança e brincar não é apenas um resgate da nossa alegria e pureza, mas um convite para corporificar – tomar corpo – da consciência. Um momento de meditação e exercício de apenas estar em vida e com as mil possibilidades que um grande quintal de vó te oferece.

Autora do texto:

Fernanda Leão Ladeia, terapeuta holística

O brincar e o silêncio
Tagged on:             

Deixe uma resposta